Sobre nós Contactos

NEWSLETTER
Recomendação
Visite a nossa livraria, na Rua Nova da Trindade, 24, de 2.ª a 6.ª feira das 15h00 às 19h00.

*Sempre que procurar um livro nosso e informarem que o mesmo está esgotado não deixe de se dirigir à nossa livraria ou consultar este site.

Título Autor Colecção ISBN  
A fonte grega
Autor: Simone Weil
Tradutor: Filipe Jarro
Colecção: Clássicos
Ano de Edição: 2014
ISBN: 978-972-795-341-7
Início Promoção: 2018-01-01
Fim Promoção: 2018-12-31
Promo��o
Sinopse

Uma boa desculpa para passar ao lado de livros sobre a Cultura Clássica é dizer que não se sabe grego antigo, que são coisas para especialistas, que já passaram milhares de anos. A desculpa resume-se numa frase: “Essas coisas já não nos dizem nada”. Não anda longe dessa ideia Simone Weil quando constata que: “Os belos poemas [que se escreviam na Grécia] já só são lidos por pessoas que se especializam nesse estudo, e é pena que assim seja. Porque esses velhos poemas (...) podem interessar toda a gente. Seriam até bem mais comoventes para o comum dos homens, os que sabem o que é lutar e sofrer, do que para as pessoas que passaram a vida entre as quatro paredes de uma biblioteca". A fonte grega reúne ensaios, artigos e comentários a mais de dez autores gregos. O mais antigo destes textos foi escrito em 1939; todos os outros foram escritos nos quatro anos seguintes. Na sua maioria, o que aqui se colige são anotações sobre a Grécia Antiga redigidas em cadernos, durante a Segunda Guerra Mundial, por uma mulher judia que viveu a Guerra na primeira pessoa: para além da fuga para a América, em 1942, fugindo ao extermínio nazi, à data da sua morte, em 1943, a pacifista Simone Weil – que combatera junto dos republicanos, sem empunhar armas, na Guerra Civil de Espanha – integrava o gabinete da Resistência Francesa, em Londres.  É justamente neste volume que se encontra uma das maiores obras-primas alguma vez escritas sobre a Ilíada de Homero (o ensaio A Ilíada ou o poema da força), texto que reflecte precisamente sobre o lugar da guerra e da força no poema e na vida. Por todas estas razões, será fácil adivinhar a única pergunta que há a fazer: Será que estas coisas já não nos dizem nada?

Imprensa

"Um ensaio de uma grande filósofa judia." Jornal da Madeira

Notas

 


voltar
Paypal.com

© 2018 EDIÇÕES COTOVIA, LDA
Rua Nova da Trindade nº 24, 1200-303 Lisboa, NIF 501692282, Telefone 213 471 447